A dor da mãe que perde um filho - Coisa de Mãe
06 jan 2011

A dor da mãe que perde um filho

Post por Glauciana às 15:26 em Devaneios de Mãe

Ontem almocei com uma grande amiga. Na primeira oportunidade em que nos encontramos no novo ano, já fui logo dando um abraço forte, porque ela é dessas pessoas em quem a gente pode confiar. Ela, que vem de uma família muito unida e feliz, começa 2011 com um desafio ousado e bonito: aprender a viver de forma alegre sem um ente muito próximo.

Seu irmão, de apenas 30 anos, se foi no fim do ano que ficou pra trás. Ela, que acabara de voltar à São Paulo da casa da família, me contou uma cena que até agora me faz ficar com um nó na garganta quando me lembro. Na noite de Natal, não houve festa como em todos os outros anos. Não teve casa enfeitada. Não havia o que comemorar. Apenas seu núcleo familiar fez uma refeição na noite de 24 de dezembro. A mesa, que sua mãe montou, tinha cinco lugares: do pai, da mãe, do irmão caçula, da minha amiga e do irmão que se foi.

Cinco lugares e quatro pessoas. E foi assim a noite de Natal. A mãe, questionada por colocar o prato do filho que não está mais vivo, respondeu enfática: ele sempre terá o lugar dele na nossa família. E assim foi.

Agora mesmo, escrevendo esse texto, as lágrimas me vêm aos olhos. Impossível, como mãe, não me comover com a dor dessa mulher. Não me parece justo. Não me parece natural. Por mais que pensemos que a morte faz parte de nosso caminho, de nossa história, a verdade é que poucas – ou até nenhuma – mãe está preparada para ver seu filho partir antes dela.

Eu, que acredito na doutrina espírita e me apego a valores que até me consolam sobre a morte, ainda sim me comovo pelas outras mães. Sei que o sofrimento é de toda a família. Até eu, que não conheci o moço, sinto pela morte dele quando penso. Mas, para a mãe, ahhh, minha gente. Essa deve ser uma dor sem tamanho. Não sei se essa é a ordem natural da vida. Se bem que, pensando melhor, a vida tem uma ordem?

E assim começa o meu dia, pensando no quão perene e sensível é a nossa passagem nesse mundo. Como diz minha amiga, a vida é um sopro. Em um instante, um coração saudável para de bater. É por isso que, depois de seu irmão ter partido, eu tenho ficado muito reflexiva no que eu quero pra mim e para os meus filhos. Porque cada momento é vida. Cada instante junto é algo a ser compartilhado.

Depois disso, reafirmei em mim a beleza dos pequenos momentos. Um passeio, mãos dadas, um carinho gratuito, um olho no olho. Não raras as vezes que deixo o computador de lado e me jogo no chão onde meus meninos estão brincando. Porque, cada dia que se passa é um dia a menos da gente juntos. Então, que saibamos aproveitar enquanto podemos olhá-los nos olhos, enquanto eles ainda cabem no nosso colo, enquanto aquelas barriguinhas sobem e descem com sua respiração. Que possamos nos permitir mais viver cada minuto da dádiva de ter esses tesouros. Porque um dia, cedo ou tarde, eles não estarão mais conosco.

*Imagem: We Heart It

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

55 comentários para "A dor da mãe que perde um filho" | Adicione o seu »

  1. jan 06, 2011 @ 15:35 {Responder}

    A gente às vezes perde muito tempo com besteiras e não valoriza os pequenos momentos, como acariciar os filhos, ou um simples jantar em família. Costumo falar em casa que ao sairmos, não sabemos se voltaremos, por isso faço questão da despedida. Pode parecer meio dramático, mas é a vida…
    Não dá para dimensionar a dor de uma mãe que perde o filho!

    bjks,
    Marcia Taborda
    Escola Virtual para Pais porque filho não vem com manual de instruções!

    [Reply]

  2. jan 06, 2011 @ 16:59 {Responder}

    Eu não sei qual é essa dor, mas já a vi duas vezes na minha família. 13 anos atrás, qndo meu primo faleceu aos 12 anos. E agora, dia 18/12, qndo outro primo de 17 anos se foi. Os dois em acidente envolvendo rede (sim, aquelas gostosas de relaxar). O primeiro da família da minha mãe, o último da família do meu pai. Dói muito em mim como prima. Dói por saber que eram vidas inteiras pela frente.
    Eu tive mto contato com o 1º primo, mas a minha dor maior foi não ter convivido direito com esse outro. Dói. E ver a mãe dele desmaiando várias vezes no velório… A dor do meu tio…
    Sim, temos que aproveitar cada minutinho… eu tô na maior saudade pq minha pequena está em Salvador desde o dia 26 e só volta dia 11. Mas tô feliz pq qndo ela voltar, nosso tempo será mais precioso. Me propus isso e assim será!
    Mas é isso, como o Marcia falou, não dá pra dimensionar a dor de uma mãe que perde o filho!
    um beijo

    [Reply]

  3. jan 06, 2011 @ 17:11 {Responder}

    Uma mae nunca supera a perda de um filho, minha mae perdeu seu segundo filho para leucemia, quando ele ainda era pequeno..eu, nem tinha nascido..mas cresci sabendo que o Ze Roberto era meu irmao que morava no ceu, cresci visitando seu tumulo, cresci rezando para ele e cresci ouvindo minha mae dizendo que a vida segue, mas no seu coração ficou um buraquinho. E no ano passado, quando o cancer a levou, em seus ultimos dias, ja bastante debilitada e com medo de morrer eu disse: vá em paz mae, vc vai para um lugar muito iluminado, muito melhor que o que vivemos hoje. E ela me respondeu: finalmente poderei reencontrar meu filho…e assim ela foi, em paz, ao encontro do seu filho, que nao via a mais de 30 anos!

    [Reply]

  4. Aninha
    jan 06, 2011 @ 17:30 {Responder}

    Emocionante, e me fez voltar ao passado não mto longe, ano passado minha tia perdeu seus 2 filhos homens em pequenos intervalos, um foi assassinado e por arte do destino eu grávida, fui quem descobri que ele estava morto, eramos mto ligados, ngm da familia sabia,mexendo na net, vi a noticia de um jovem sem identificação, curiosa fui ver, e pra minha tristeza se tratava do meu primo, o melhor primo, com 4meses da perda do meu primo, outro baque pra familia, o unico filho que havia restado com apenas 15anos, cheio de planos morreu afogado, minha Tia hj não vive mais e sim vegeta, a Felicidade pra longe foi. E antes disso perdemos outro primo, filho do meu tio, assassinado tmbm, isso tdo em 2010. Por isso quero aproveitar cada momento com o meu filho, viver como se fosse o ultimo minuto.@carlynhalves

    [Reply]

  5. jan 06, 2011 @ 17:50 {Responder}

    Comovente o seu post Glauciana! Também acho que uma mãe nunca supera a morte de um filho. Ela aprende a viver sem a presença dele, mas a saudade só ela quem sabe. Perdi minha irmã há 9 anos e minha mãe até hoje sofre.
    Mas o meu maior medo é eu vir a morrer e deixar meus filhos desamparados, sabe? Este é o maior medo que tenho.

    [Reply]

  6. Tathiana
    jan 07, 2011 @ 11:14 {Responder}

    Li seu post com lágrimas nos olhos…
    Esse foi meu primeiro Natal sem a minha única irmã… ela nos deixou no dia 12/10 aos 27 anos…
    Eu não sei qual é a dor de uma mãe. Mas pelo tamanho da dor que uma irmã sente, posso ter uma idéia do que os meus pais estão sentindo. E isso destrói meu coração… Sei que é uma ferida que não vai fechar nunca, mas ela há de parar de sangrar.

    [Reply]

  7. jan 11, 2011 @ 15:31 {Responder}

    Que post comovente, Glauciana. Como você disse, perder um filho não é natural para uma mãe, por isss é duas vezes mais doloroso. Também procuro aproveitar todos os momentos com eles porque sei que crescerão e não estarão mais aqui, mas separar-se dessa forma deles, pela morte, é uma ferida que nunca mais cura. Que Deus dê a essa e a todas as mães que perderam seus filhos força para continuarem vivendo e achar sentido para isso.
    Parabéns pelo post!
    Um beijo,
    Adri

    [Reply]

  8. jan 14, 2011 @ 12:57 {Responder}

    Oi Glauciana! Esse seu texto vem bem de encontro aos meus pensamentos neste início de ano. Nós nunca saberemos o que vem a seguir e eu fico me pensando em qual será o último instante junto das pessoas que amamos: será que estava brigando com o marido por causa da tampa da privada? Será que estava reclamando porque o filho não dá um minuto de sossego? Será que estava alterada com a mãe que não para de dar palpites na sua vida? Será que já estava há muitos meses sem ver os irmãos porque preferia viajar a outros lugares em momentos de folga? Enfim…

    Esse ano quero estar mais perto dos meus, mais compreensiva com o marido, mais amiga dos amigos, mais companheira da minha filha. É isso que quero neste ano de 2011!

    Beijos,
    Nine

    [Reply]

  9. abr 10, 2011 @ 10:47 {Responder}

    A DOR DE UMA MÃE QUE PERDE UM FILHO
    A TRISTEZA É MUITO FORTE
    QUANDO SE HOUVE A NOTÍCIA
    DE PARENTE OU DA POLÍCIA
    QUE ACONTECEU UMA MORTE
    QUE UM INDIVÍDUO SEM PORTE
    OUSOU PUXAR O GATILHO
    DEIXANDO UM GRANDE EMPECILHO
    NA MÃE QUE FOI AO LOCAL
    NÃO EXISTE DOR IGUAL
    A DA MÃE QUE PERDE UM FILHO

    LÁ NO RIO DE JANEIRO
    NAQUELA HORRÍVEL CHACINA
    DA ESCOLA PRA ESQUINA
    SÓ SE VIA O DESESPERO
    UMA VENDO SEU HERDEIRO
    DA VIDA PERDER O BRILHO
    CAIU POR CIMA DO TRILHO
    E A TRISTEZA FOI GERAL
    NÃO EXISTE DOR IGUAL
    A DA MÃE QUE PERDE UM FILHO

    SE ELA PASSAR NA ESTRADA
    E VER QUE UM DE SEUS MENINOS
    NUM BANDO DE ASSASSINOS
    CAIU EM UMA EMBOSCADA
    ELA DIZ DESESPERADA
    A QUALQUER COISA ME HUMILHO
    MAS AO MEU POBRE ANDARILHO
    NÃO MATEM NEM FAÇAM MAL
    NÃO EXISTE DOR IGUAL
    A DA MÃE QUE PERDE UM FILHO

    Heleno Alexandre (Sapé-PB)

    [Reply]

  10. abr 10, 2011 @ 10:48 {Responder}

    A DOR DE UMA MÃE QUE PERDE UM FILHO

    A TRISTEZA É MUITO FORTE
    QUANDO SE HOUVE A NOTÍCIA
    DE PARENTE OU DA POLÍCIA
    QUE ACONTECEU UMA MORTE
    QUE UM INDIVÍDUO SEM PORTE
    OUSOU PUXAR O GATILHO
    DEIXANDO UM GRANDE EMPECILHO
    NA MÃE QUE FOI AO LOCAL
    NÃO EXISTE DOR IGUAL
    A DA MÃE QUE PERDE UM FILHO

    LÁ NO RIO DE JANEIRO
    NAQUELA HORRÍVEL CHACINA
    DA ESCOLA PRA ESQUINA
    SÓ SE VIA O DESESPERO
    UMA VENDO SEU HERDEIRO
    DA VIDA PERDER O BRILHO
    CAIU POR CIMA DO TRILHO
    E A TRISTEZA FOI GERAL
    NÃO EXISTE DOR IGUAL
    A DA MÃE QUE PERDE UM FILHO

    SE ELA PASSAR NA ESTRADA
    E VER QUE UM DE SEUS MENINOS
    NUM BANDO DE ASSASSINOS
    CAIU EM UMA EMBOSCADA
    ELA DIZ DESESPERADA
    A QUALQUER COISA ME HUMILHO
    MAS AO MEU POBRE ANDARILHO
    NÃO MATEM NEM FAÇAM MAL
    NÃO EXISTE DOR IGUAL
    A DA MÃE QUE PERDE UM FILHO

    [Reply]

  11. Flavia
    jun 18, 2011 @ 15:29 {Responder}

    como eu sei que essa dor maltrata…dia 16 fez 10 meses que meu filhote se foi…tinha apenas 2 anos e 5 meses…já falava…tinha suas proprias vontades…que saudades de ouvi-lo me chamar…mamãe!
    são dias tristes…um vazio…trabalho, vivo, cuido do meu outro pequeno de apenas 1 ano…mais não é a mesma coisa…existe uma lacuna enorme no meu coração…tem dias que doí…tem dias que só fica encomodando…mais sempre doí…não existe idade certa…uns dizem “era recem nascido, doí menos” ou “já era adulto…a mãe está ja de idade, não vai sentir tanto” outros ainda dizem…”ainda era muito novinho…logo você esquece”….
    Meu Deus!! como esquecer?? as vezes penso que se deixasse de ama-lo eu sofreria menos…mais como deixar de amar um filho???
    tem dias que acordo e penso que logo ele irá se levantar e correr pra minha cama…e ficaremos ali alguns longos minutos abraçadinhos…curtindo aquela preguicinha…mais ele não aparece…
    choro muito ainda…mais tem dias que a sensação que tenho é de que as lagrimas já não existem mais…parece que choro sem que as lagrimas escorram no meu rosto…
    muita saudade…muita…nada substitui..tenho um filhinho lindo…me ajuda muito, mais não substitui…

    e assim continuo…cuido do meu outro filho, as mudanças naturais da vida continuam…me alimento, me visto, trabalho…enfim respiro….
    mais nunca mais serei a mesma pessoa que fui antes de tudo isso acontecer….

    [Reply]

    tania Reply:

    Eu tbem, estou sofrendo muito perdi minha filha ar trés meses choro e uma dor tao ernome que ainda não acredito que issso aconteceu com minha filha linda..ela eraa linda mesmo ou sofrimento não tenho mais plano sai ate do estado que vivia estou morando em outro estado estou em pedaço como pode isso acontecer sensaçao horrivel de dor de desempero quero morre pra ir pra perto dela o pior que não acredito que ela ta bem me pergunto como alguem morto pode esta bem. Mim AJUDA VC QUE PASSOU POR ISSSO TBEM

    [Reply]

    marco Reply:

    ola dia 13 fa 3 meses que nosso filho morreu bala perdida, não tem sido facil mas como cristão a 12 anos nos apegamos que existe um lugar onde as crianças na fase da inocencia te livre acesso, ao lado de Deus, e cremos que um dia vamos nos encontrar mas no momento o importante aqui e continuar a caminhada de maneira correta nosso filho tinha 7 anos um menino lindo esperto servo de Deus, não se pergunte porque olhe pro alto e agradeça a Deus pelos anos que ele esteve com vc e creia que ele esta em um lugar melhor do que aqui, hj sofremos coma ausencia e a saudade, doi muito, se vc ler biblia leia 1º corintios 15:55;57 uma criança não tem pecado, o pe3cado é algo que aprisiona o ser humano na morte , portando crfeia crianças entram no ceu de maneira livre, porque acontece essas coisas so Deus sabe, mas eu acredito que vou encontrar com ele ao lado de Deus, espero que o Espirito Santo te der foças. Deus a abençoe

    [Reply]

    Mariza Reply:

    Eu perdi meu filho cazula e com ele forma todas as minhas alegrias e vontade de viver , só ainda estou viva porque tenho mais um filho que depende de mim! Eu queria mesmo saber aonde esta os direitos humanos das vitimas!!! Aonde está as Ongs para ajudar agente !!!! Sou doente … tenho cancer no intestino , e uso bolsa de colostomia terminal, e ainda irei apssar por mais uma cirugia , sem falar no meu psicologico que ficou abalado , as depressoes! Fiz uma pagina em memoria ao meu filho no facebook ,q uem poder ir lá para conhece.la é :carlos vinicius freire ziviani , obrigado !

    manuela Reply:

    oi estou tb numa cituaçao difícil perdi munha filha a 9 meses atraz me identifiquei com vc tania seus sentimentos são parecidos com o meu mas tenho algo para te dizer não acreditarmos que eles estão bem oq será de nois quando foc desesperada prefiro acreditar que foi deus que quis assim que deus abecoes todos vcs

    [Reply]

    Alda Reply:

    Estou passando pela mesma coisa que vc, faz um ano que perdi a Davida que Deus me deu. as vezes quero morrer outras nao quero falar com ninguem quero só ficar calada. Mas encontrei refúgio na Biblia e aprendir a exercer fé nas promessas de Deus. Sei que para quem não conhece parece ficção mas são promessas do Criador e não do homem que encontra obstáculo para não cumprir o que promete. Leia em sua Biblia João cap:5 e versículos 28 e 29. Cap: 11 vers. 25 e cap.6 vers-44. Esses são apenas alguns capitulos que me dá força para continuar e a fazer o que Deus quer que façamos e então receberemos uma recompensa que será a Vida Eterna. Pois Ele garante que a morte não mais existira e todos aqueles que estão nos túmulos memoriais saíram. Caso vc queira explicações melhores busque ajuda com as Testemunhas de Jeová, pois foram elas por intermédio de Deus que me ajudaram e continuam me ajudando a entender melhor o que a Palavra de Deus quer nos mostrar. Pense na maravilha que será encontrar novamente que perdemos que tanto amamos.

    [Reply]

  12. set 19, 2011 @ 01:38 {Responder}

    como é esquesito em dizer q minha filha se foi.
    ela está no céu disso tenho sempre em minha
    mente, deixou um grande vazio dentro de mim.
    Hoje sinto muitas saudades!! sei q meu cora-
    ção tem um buraquinho q jamais será fechado.
    Hoje sinto as palavras bonita q ela sempre
    dizia….e como poderia esquecer…uma pessoa
    que sempre me deixava contente. saber con-
    viver com esta auzencia só DEUS, para dar
    o conforto…….Viva em Paz minha Filha……..
    te amarei sempre..

    [Reply]

  13. Flavia
    out 25, 2011 @ 00:23 {Responder}

    dor
    literalmente perdi meu chão,estou sem rumo, sem pensar o q faço com tanta dor…Finalmente aprendi q embora a vida siga exatamente igual, de acordo com o ritmo imutável das horas, tudo fica diferente após essa dor q sinto agora.O brilho das coisas se apagam e as vemos meio embaçadas, as alegrias não são tão empolgantes e o sofrimento tb não é igual. Agora sei na verdade o q é sofrer… Sei separar decepção, desilução, dor q é dor do q é sofrer. Já não me importo tanto com os desapontamento da vida,mesquinharias. Lidar com a saudade e a ausência do meu lindo, amado,ta sendo muito dificil, a 10 meses morreu injustamente, cruelmente assassinado por policiais insanos e desumanos.Não era viciado, traficante,ladrão, mal aperfeiçoado,não usava tatuagem, não bebia e não fumava. Simplesmente saindo de uma festa resolverem acabar com a criatura mais linda pra mim. meu filho

    [Reply]

  14. Beatriz Tavares
    dez 03, 2011 @ 23:26 {Responder}

    dor não sei se sinto é uma coisa muito loca não sei falar agente adormeçe o coração congela sinto muita saudade da minha pequena LAÍS ela se foi em 01-02-2011 não sei como estou viva as vezes acho que estou louca fico imaginando como sera o meu final de ano no dia 09-12-2011 ela faria 1 aninho fico imaginando como ela estaria andando falando a primeira palavra AFF que saudade meu coração chora todos os depois que ela se foi FAÇO UM APELO PRECISO DE AJUDA meu orkut é beatrizts1@hotmail.com

    [Reply]

  15. jan 16, 2012 @ 04:00 {Responder}

    Eu sei o que é essa dor. Raras são as pessoas sequer solidárias a nos, como você. Faz bem em deixar o computador de lado pelos seus filhos. Cada instante é precioso. Eu sinto até dor física de saudade da minha filha.
    Eu morro a cada dia.

    [Reply]

  16. Danie
    fev 04, 2012 @ 03:05 {Responder}

    Boa noite, me chamo Danielle e sei como é essa dor há 4 meses !
    Pois no dia 30 de Agosto conheci o maior amor que há, o AMOR MATERNO.
    Dei a luz a minha Gabriela.
    Mas no dia 30 de Setembro,conheci a pior dor que existe,exatamente no dia que ela completou 1 mês de vida,eu a devolvi à Deus.
    Mas, agradeço pela oportunidade que Deus me deu de ser mãe e pelo tempo que passamos juntas.
    A minha dor está acomodada,mas ela existirá para sempre.
    Mais para frente,serei mãe de novo,se Deus assim quiser,mas minha Gabriela será meu 1ºamor para sempre.
    Ela éo meu 1º pensamento quando acordo e meu último quando vou dormir.
    Nunca,nunca,nunca a esquecerei,pois ela faz parte da minha vida.
    Anjos não morrem,eles criam asas e voam.

    [Reply]

  17. fev 15, 2012 @ 17:48 {Responder}

    a dor commo sei o que e ,pois foi no dia 1 de junho de 2010 que meu tesouro foi devolvido a Deus sei que presiso ser forte , porque nao a perdi porque servo e servo, e nao dono de nada ,mas posso dizer a todas as maes que so Deus podera preencher este vazio, pensava como nuitas de vc que isto nao iria acontecer comiggo mas agora sei que todos vao um dia partir para sua mmorada eterna por isso busco a cada dia ficar mas perto de Deus ppara quando me chamar possa estar preparada para com mmeu tesouro encontrar; filho te amo para alemm do vel.

    [Reply]

  18. fev 26, 2012 @ 19:30 {Responder}

    Para mãe que peder filho é dor muito grande em 17/12/1992 minha filha foi atropela e faleceu em 22 sepultamento foi 23 já pensou que lembraças e marcantes 19anos de saudade mãe nunca esquece do filho é minha filha mais velha hoje se ela estivecer aqui estaria com 40anos de idade

    [Reply]

  19. gisele
    mar 06, 2012 @ 01:24 {Responder}

    dor saudade palavras que ouvimos uma vida inteira e preciso perdermos parte da gente para sentirmos de verdade o poder dessas palavras em nossas vidas estou sofrendo e sei que sera eternamente
    perdi minha filha minha amiga a vida hoje ja nao tem mais cor

    [Reply]

  20. marizelia
    mar 15, 2012 @ 23:32 {Responder}

    SEI BEM O QUE É A DOR DE PERDER UM FILHO, PERDI MEU PRINCIPE EM 03/12/2011, ELE TINHA APENAS 4 MESES E 15 DIAS DE VIDA, SINTO MUITA SAUDADE DELE, AS VEZES PENSO QUE VOU ENLOUQUERCER, NÃO QUERO ACEITAR ELE SE FOI DE UMA MANEIRA MUITA RAPIDA, ERA UM BEBE SAUDAVEL, APENAS UMA FREBE DE QUASE 38 GRAUS E ELE SE FOI EM MENOS DE SEIS HORAS. SÓ DEUS PARA CONTINUAR VIVENDO E O MEU OUTRO FILHO QUE PRECISA MUITO DE MIM.

    [Reply]

  21. marizelia
    mar 15, 2012 @ 23:47 {Responder}

    SEI BEM O QUE É A DOR DE PERDER UM FILHO, PERDI MEU PRINCIPE EM 03/12/2011, ELE TINHA APENAS 4 MESES E 15 DIAS DE VIDA, SINTO MUITA SAUDADE DELE, AS VEZES PENSO QUE VOU ENLOUQUERCER, NÃO QUERO ACEITAR ELE SE FOI DE UMA MANEIRA MUITA RAPIDA, ERA UM BEBE SAUDAVEL, APENAS UMA FEBRE DE QUASE 38 GRAUS E ELE SE FOI EM MENOS DE SEIS HORAS. SÓ DEUS PARA CONTINUAR VIVENDO E O MEU OUTRO FILHO QUE PRECISA MUITO DE MIM.

    [Reply]

  22. joelma
    mar 17, 2012 @ 02:58 {Responder}

    quando nos dizem que alquem,que amamos morreu,é como se tds os relogios paraçem de bater por um instante e ao voltar a funcionar nada sera como antes
    Essa dor tao remota se torna tao proxima,sera a primeira vez que nao te verei mais, que deitarei na sua cama pra sentir seu cheiro. Fecharei os olhos um milhao de vezez pra te ver dentro de mim. porque a um nome a mulher que perdi o marido E uma mae que perdi seu filho, será porque jamais deixarei de ser mae
    jamais deixarei de espera-lo
    porq meu Deus me deu alguem q aprendi amar e hj me tirou.
    te devolvi meu anjo

    [Reply]

  23. Joana gaspar
    abr 07, 2012 @ 19:54 {Responder}

    Gostaria que esta dor acabasse mais eu sei que não acaba o meu filho morreu em 2010 mais é como se fosse hoje já não sou a mesma as veze penso em morrer pois a minha vida ficou sem sentido tenho outros filhos mais não é a mesma coisa 18anos não Sao 18 dias e o primeiro filho é sagrado pelomenos eu penso assi não é fácil

    [Reply]

  24. MARLI
    abr 13, 2012 @ 17:56 {Responder}

    A DOR DE PERDER UM FILHO,no dia 20/06/1982 a vida deixou uma marca em mim q jamais sairá. Perdi meu filho com 5 ANOS E MEIO com (LEUCEMIA)ñ tem dor pior q perder um Filho eu só tinha ele mas Deus quis me ajudar e 9 meses depois me mandou outro,que é ESPECIAL HOJE ELE ESTÁ COM 29 ANOS e tive uma filha q está com 27 Anos ,mas o VAZIU q o ZEIMAR deixou no meu coração ninguém preenche . Eu sei q ele é um Anjo no Céu e está do meu lado a todo momento cuidando de mim do Pai dele e dos irmãos.Agora eu sei q tenho q cuidar do Geandro pois ele será uma eterna criança , e é minha razão de viver e lutar pela minha familia q eu Amo Tanto .

    [Reply]

  25. Marli
    abr 13, 2012 @ 18:11 {Responder}

    Joana ! Sei o quanto é grande a tua dor , agora vc tem q tentar ser forte e olhar ao teu lado para os teus outros filhos ,aquele q Deus levou ele cuida e com certeza muito bem cuidado ,e pensa Joana numa coisa ,será q ele está bem vendo vc sofrer ? Tenta olhar para os teus outros filhos e ver o q eles estão precizando neste momento ,da um abraço de Mãe neles e diz : Eu Amo VCS .Querida Que Deus Te De Força um abraço .Marli

    [Reply]

  26. Cris*
    abr 20, 2012 @ 00:21 {Responder}

    Antes quando via na tv uma mãe sofrendo pela perda de seu filho eu nunca ia imaginar que comigo aconteceria o mesmo, quando o telefone toca como sempre e vc atende e te dizem que seu príncipe MORREU, MORTE eu não estava preparada para deixar meus sonhos de mãe amorosa de ser avó e pegar o filho do meu filho nos braços, via todo dia aquele rapaz lindo de 1,94 branquinho com sorriso de criança, os cabelos eram lisos e claros, Deus entendo que chegou o momento do meu filho aos seus 23 anos mas é tão difícil, dia após dia na nossa mente aparece o rosto do nosso filho, quando a gente vê um menino na rua fica comparando, quando acordamos queremos dar bom dia e quando anoitece é nosso último pensamento antes de adormecer, eu vivo uma prisão pois não posso ter meu filho de volta e nem posso deixar de sentir sua presença em mim a todos os momentos, divididas entre os que estão aqui precisando de nós da nossa presença e estar lá onde nosso filho esta para ser a mãe dele, Senhor me deste uma vida que nasceu dentro de mim e que o mundo levou, me desculpe meu Deus por não entender que morrer é natural, mas enquanto eu viver vou querer meu filho comigo, eu sou egoísta por que sou mãe, então já que não tem jeito por que o tempo não volta mais, eu fico esperando a minha hora de deixar este mundo mau e reencontrar e abraçar meu BEM lá no céu, te amo Felipe.

    [Reply]

  27. Juliana Candida da Cruz
    jun 10, 2012 @ 23:42 {Responder}

    perdi meu filho também é muito triste não passa dói muito minha vida perdeu sentido que Deus me ajude alguém me ajude por favor.
    .

    [Reply]

  28. dalci pereira da cunha
    jun 23, 2012 @ 16:07 {Responder}

    Sei dizer o que é a dor de perder um filho. Tive uma filha, Diovana, e antes que ela completasse 6 meses de vida descobri que ela era portadora de leucemia lifática aguda. Às pressas ela foi encaminhada para o Hospital das Clínicas em Belo Horizonte. Como moro em uma cidade do interior, nessa época tive que me mudar para BH. Foram 2 anos de luta, e no final, perdi minha filha… O tratamento para leucemia é muito sofrido, além de ver minha filha sofrer no final os médicos me avisaram que não havia mais nada que a medicina pudesse fazer por ela, e a mim, mãe, só me restava esperar pela morte da minha filha. Forma quase dois meses de agonia, de sofrimento até que minha filha faleceu… Voltei para a minha cidade e já se passaram 4 anos que minha filha faleceu e até hoje sofro, sofro muito… Só quem perde um filho sabe a dor que sente…

    [Reply]

  29. regina severo farias
    jul 04, 2012 @ 04:11 {Responder}

    perdi meu irmao mais velho a 17 dias e a pior dor do mundo sofro por ter perdido ele e sofro por ver minha mae sofrer dizem que uma mae so sabe o que e ser mae de verdade quando perde um filho sera? e melhor nao ser mae nunca imaginei que doesse tanto ainda nao consigo acreditar que ele se foinao consigo mais escrever estou chorando muito

    [Reply]

  30. Julio
    jul 28, 2012 @ 16:36 {Responder}

    É com muita tristeza que deixo meu testemunho. Perdi meu companheiro e no dia 30/06/2012, tive a triste notícia de sua morte. Desde o descobrimento da doença no dia 26 de Maio do mesmo ano. Uma vez ele me perguntou quer saber o que eu tenho, estou muito doente e logo em seguida me falou que estava com leucemia. Passamos a nos falar quase que diariamente e dopois que ele foi para o hospital nunca mais nos vimos, trocavamos apenas mensagens, até que um dia ele teve que ir para São Paulo para realização de alguns exames complementares. Ele teve altos e baixos, inclusive ficou em em coma por uns dias. Entrei em desespero, porque não tive condições para ir at´r SP, mas eu mantia o contato com a família dele e nunca me esconderam nenhum informação, até que uns dias ele despertou e voltou a falar comigo mas logo em seguida teve que receber uma sonda, impossibilitando a comunicação por telefone. Não desanimei, eu ligava e falava coisas engraçadas, nossas mensagens eram repletas de sentimentos e imaginavamos o nosso reencontro apos alguns ciclos de quimioterapia. Dias se passaram e no dia 25 de Junho de 2012, foi o ultimo dia que trocamos nossas mensagens, pois no dia seguinte ele teria que realiza mais uns exames e ficaria sedado para medicação. Nunca dessas apnéias teve duas paradas-respiratórias, no dia 27 recebi a noticia que o estado dele era grave e o mundo veio ao chão. No sábado dia 30/06/2012. Tivemos a notícia que ele já estava com morte cerebral. O sofrimento é muito grande para família, inclusive para mãe. Meu coração está partido e fiquei sem direção, pois não tive o contato pessoal ainda com a família dele. Elas permanecem sob tratamento psicológico e eu também. Passo dias chorando e em certos momentos acho que a morte seria a solução. Mas com os dias se passando parece que da minha parte seria um grande erro. Porque ele deixou a família dele para mim. Espero este grande momento da vida delas a minha cidade. No momento elas ainda não tem coragem. Tenho que fazer um grande esforço para me manter forte e não desistir da vida. A morte persegue meus pensamentos diariamente é horrível penar assim..porque eu o insentiva a não desistir de nada. Entre tantas mensagens que recebi dele, uma delas ficará para sempre no meus pensamentos: Você estará para sempre perpetuado no meu coração. Sou o homem mais feliz do mundo. Que ótimo que nossos caminhos se cruzaram…Você é o grande amor da minha vida e jamais vou te esquecer…

    [Reply]

    [Reply]

  31. set 03, 2012 @ 00:08 {Responder}

    é muito triste para mim deixar meu depoimento aqui,e é com lagrimas escorrendo me ponho a escrever o momento mais triste de minha vida,o dia em que meu amado filho se foi,e eu me perguntava como assim?deus porque?meu filho só tem 15 anos,sonhos,planos,uma namorada linda,amigos cheio de saudades la fora…e agora?sensaçao de impotencia,um vazio tomou conta de mim,ao ver meu filho me abraçar bem forte e me olha dentro dos olhos e ir parando e parando,sem me dizer nem uma palavra,foi me deixando,aqueles olhos verdes,perderam o brilho,e eu tive que fecha-los,meu deus,o cancer levou meus sonhos,meu filho e junto com ele minha vida toda,pois hoje nao vivo,sobrevivo pq sou obrigada,e sei e afirmo por experiencia propria,que nao existe dor maior que a dor da perda de um filho,vc perde a vontade de viver,perde a vontade de sonhar..perde-se um filho,perde-se absolutamente tudo!!!fazem dois meses que meu principe se foi,levado por um linfoma nao hodgkins..que o fez sofrer e chorar,meu deus como dói lembrar do meu filho naquela cama de hospital gelado e sem vida..tao lindo..só peço forças a deus todos os dias porque a vontade de morrer me persegue a cada amanhecer…wallace eu te amo e espero anciosa o dia do nosso reencontro,pois vc sempre sera o meu primeiro e grande amor…

    [Reply]

  32. miriam vega
    out 02, 2012 @ 16:27 {Responder}

    Deus tenha misericordia dessa mae que depois de uma vida com os filhos fica sem nenhum, pois eu perdi a minha menina de 10 meses de nascida, dia 08 de agosto de 2012, e me encontro na maior tristeza q nunca pensei passar, ela era uma menina saudavel porem um tipo de catapora muito rara e devastadora rara ha fez de vitima e em apenas 03 dias a levou de mim, ela nao ficou nem um dia internada,foi como se tivessem arrancado ela dos meus braços, eu trabalho no mesmo hospital onde ela ficou e eu nao pude fazer nada para ajuda-la, me sinto muito culpada por isso as vezes gostaria de partir para perto dela pois so tinha ela e agora minha vida nao tem mais sentido, tento viver um dia apos o outro mais esta muito dificil.Deus nos de forçar para viver ate a hora que ele achar q devemos.

    [Reply]

  33. regina severo farias
    out 25, 2012 @ 17:59 {Responder}

    ja faz 4 meses que meu irmao ´´LUIZ´´ faleceu, ja estou mais conformada mais minha mae nao, tenho medo que ela morra tambem, devido a essa dor, procuro nao pensar muito nele mas sempre acabo pensando e chorando, vejo uma foto dele todos os dias, pois coloquei ela na sala de casa,rezo por ele todas as noites pra que ele esteja num bom lugar afinal se deus o levou e porque ele mereceu e foi escolhido por ele portanto deve estar num bom lugar mas a saudade e mto grande ele tinha a vida toda pela frente e estava feliz e realizando mtos sonhos…

    [Reply]

  34. luciana
    nov 05, 2012 @ 16:49 {Responder}

    Hoje faz 10 dias que nosso anjo Breninho se foi, e a sensacao e como se algo te rasgasse por dentro, e nao adianta achar que vai passar , porque nao vai, so quem ja passou sabe disso.A gente tenta conviver com a dor porque ainda ficou um anjo aqui pra gente cuidar , mas se nao fosse por ela acho que fariamos uma loucura. E horrivel lugar nenhum ta bom , tudo lembra ele, o que a gente espera agora e que Deus apresse logo a nossa ida ao encontro de nosso filho tao amado. Perdoe-me Deus mas e impossivel nao se revoltar com tamanha dor que estou sentindo.

    [Reply]

  35. Elcira
    nov 16, 2012 @ 01:30 {Responder}

    compartilho essa dor desde 20/07/2012 dois anos que perdi meu anjinho de apenas cinco aninhos Fabrício que conheceu o sofrimento da leucemia e seu tratamento doloroso, é muito cruel ver um filho sofrer e ainda morrer se sentimos impotentes, fraca e para resumir é a pior situação humana que se pode conhecer, compadeço da minha dor com vocês e peço ajuda pois apenas vivo a processar a minha dor mas apesar de tudo desejo que encontremos conforto e esperança ao menos. Obrigada pelo espaço aberto de também ter me expressado.

    [Reply]

  36. Irene
    fev 13, 2013 @ 00:00 {Responder}

    Tenho um menino de 1 ano e 8 meses, e não sei por quanto tempo. Infelizmente estamos perdendo a batalha por ele… Meu rapazinho adoeceu aos 6 meses, era um menino lindo, fofinho, branquinho com os olhinhos amendoados… Teve uma enfermidade rara: encefalomielite aguda pós infecciosa. A doença atacou a medula espinhal e o tronco cerebral, deixando meu rapazinho irreversivelmente acamado aos 6 meses de idade, após resistir a 5 paradas cardiorespiratorias. Meu filho depende de um respirador e de oxigenio, não pode sair de casa, não consegue se alimentar, pois perdeu a capacidade de engolir. Sou nutricionista, alem de “perder” meu filho, me sinto mais arrasada porque nem comer meu filho pode.
    Meu marido está arrasado… ele é apaixonado pelo nosso menino…
    Hoje estamos em uma luta inglória contra a doença dele, pois ele começou a manifestar um tipo de anemia aplásica que, no caso dele, não tem tratamento… Podemos apenas adiar um pouco com transfusões de sangue, que tem ficado frequentes.
    “Perdi” meu filho há um ano e dois meses. E estou passando por uma das mais cruéis contagens regressivas que se pode passar na vida, pois o que restou do meu filho está com os dias praticamente contados…
    É muita dor… não sei como vou continuar minha vida…

    [Reply]

  37. abr 21, 2013 @ 20:53 {Responder}

    COMO QUE EU FASSO PARA MINHA IMIGA PERDER O FILHO

    [Reply]

  38. Elaine de Jesus
    mai 03, 2013 @ 14:53 {Responder}

    A dor de perder um filho é como perder parte tb da vida, perdi minha filha dia 22/09/2013 tinha apenas nove aninhos, linda saudavél gostava de cantar na igreja, um verdadeiro anjo que Deus nos deu, aceito essa dor mas não posso esquecer minha filha,só poderia esquece la se eu deixasse de ama la.Não sei se Deus se agrada disso, mas o que mais queria agora era estar junto com ela. Se alguma mãe aqui quiser compartilhar comigo a dor meu msn é layny0806@hotmail.com Bjs a todas mamães

    [Reply]

  39. terezinha g.p
    jun 19, 2013 @ 02:50 {Responder}

    IMAGINO,EU PERDI MEU FILHO COM 23 ANOS EM 10 MESES ELE TINHA TANTOS ,SONHOS .O CANCER …O MALDITO CARCINOMA .MAS A TODAS MAES .QUNDO SENTIU A DOR O DIAGNOSTICO ERA DE APENDICE .FOI E TA SENDO TRISTE DEMAIS.SEI Q TENHO Q ACEITAR .ELE NAO TINHA VICIUS .GOSTAVA JOGAR BOLA .ERA UM FILHO AMIGO .NAO TO CONSEGUINDO VIVER .FEZ 2 ANOS 11 abril mas paresce ontem.

    [Reply]

  40. leticia
    jun 29, 2013 @ 13:43 {Responder}

    Meu nome é leticia e perdi minha filha Danielly no dia 13-06-2013 o cancer levou minha princesa e única.Foi um ano e dois meses de sofrimento para mim e ela com aqueles medicamentos e internações,por último minha filha sentia muita dor pois o cancer se espalhou como sofreu…hoje me sinto morta vivo pela miséricordia.

    [Reply]

  41. leticia
    jun 29, 2013 @ 13:54 {Responder}

    se tiver alguma mãe que queira conversar comigo desabafar me ajude também a enfrentar essa dor. leti_ciakabulosa@hotmail.com meu msn ou skype.

    [Reply]

  42. telma
    jul 01, 2013 @ 19:10 {Responder}

    perdi meu filho com 17 anos num acidente de carro fiquei sem chao bao consigo me conforma no dia 08,06,2013 meu mundo acabou quero ir junto com ele nao sei se vou aquentar tanta dor

    [Reply]

  43. REGINA
    set 02, 2013 @ 01:43 {Responder}

    minha irmão descobriu o câncer de pulmão no mês de maio em 9 de julho veio a falecer já tinha se espalhado quanta dor na minha família sobrinha esposo mae que saudade maninha te amo muito nunca em quanto viver não te esquecerei angela amor da minha vidaaaaaaaaaaaaaa

    [Reply]

  44. Rosania
    out 04, 2013 @ 21:13 {Responder}

    Sei exatamente o q vc está sentindo. Perdi minha linda menina e única com 27 anos com câncer. Esta dor é terrível, parece que meu peito vai explodir. Espero que Deus nos acalente, pois eu me sinto fraca e arrasada.

    [Reply]

  45. out 16, 2013 @ 18:12 {Responder}

    Perdi meu filho no dia 04 de abril 2013,em um atropelamento e ate hoje no consigo entender porque isso aconteceu comigo, eu não aceito essa situação ele foi a única coisa boa que eu tinha nessa vida e pra mim a falta dele e insuportável, pois ele era meu único filho e não posso ter mais outros, sinceramente não vejo mais graça na vida perdi o gosto de tudo, eu quero morrer…

    [Reply]

  46. Usla
    out 29, 2013 @ 12:49 {Responder}

    Perdi meu Filho de 7 meses e minha mãe junto, meu pai matou os dois a pauladas por ciumes do neto. Não tenho mais vontade de viver, perdi tudo, o que me segura em pe e acreditar que Jesus sabe de todas as coisas.

    [Reply]

  47. nov 04, 2013 @ 04:05 {Responder}

    minha filha faleceu faz 34 dias estou num sofrimento muito grande as vezes sinto q nao vou aguentar de tanta dor de tanta saudades ela esta fazendo muita falta p mim pois penso nela o dia todo nao sei o que sera de mim minha filha tinha 39 anos se foi sem ao menos me dizer adeus um bjo adri aonde vc estiver te amo

    [Reply]

  48. Monalisa Pimemtel Macedo
    dez 09, 2013 @ 02:45 {Responder}

    Faz três anos que perdi minha mãe para o câncer. Até hoje, não consegui desocupar o quarto dela. Há objetos nos quais nem ouso tocar. Durante as quimioterapias, quando ela começou a perder o cabelo, eu também fui perdendo o meu. Todos os dias, para não lembrar do sofrimento dela e ter forças para prosseguir, cheiro o primeiro lencinho que ela usou. Lavo o lencinho, mas o cheirinho dela volta. É incrível!!! Se perder uma mãe, jovem como a minha , resta à alma uma dor tão imensa, consigo entender , um pouquinho, a dor dessa mãe que ainda guarda o lugar do filho.
    No fim, minha mae estava tão frágil que a vontade era nina-la em meus colo. Nesse momento, não estava perdendo minha mãe guerreira, mas minha filha!
    Minha “mãe e filhinha”.
    Sim, a gente ainda mantém o lugar à mesa.
    Eu entendo.
    E que não venham com rótulos como “luto patológico”.
    Patológico é aquele ser que não compreende esta dor.
    Amo este cantinho!
    Ilustração bela! Uso como papel de parede.
    De muito bom gosto.
    Monalisa Pimentel Macedo

    [Reply]

  49. Elisa Oliveira dos Santos
    dez 21, 2013 @ 10:20 {Responder}

    Dia 06/12/2013 Perdi meu meu filho Marcelo Santos de Medeiros,minha dor é tão grande que parece que não vou resistir,ñ me conformo pq meu filho tinha apenas 18 anos,era muito lindo, trabalhador e tinha uma legião de amigos,estou sofrendo muito pq o pai dele e caminhoneiro e ele que cuidava de mim e de minha filha,tinha uma cabeça de homem de 25 anos com cara de menino.Tudo tudo aconteceu precoce na vida dele,o primeiro emprego e único emprego ficou 3 anos,a primeira e única namorada 2 anos, carros e estabilidade no emprego ,tudo parecia da certo para ele eu fazia de tudo por ele,ele dependia de mim para tudo até para compra presente para namorada,sinto muita falta do sorriso dele dos carinhos,abraços e do ciúme que ele tinha de nos duas, meu filho fazia na empresa o mesmo serviço a três e morreu de acidente d trabalho,esmagado da cintura para baixo, debaixo de uma roda de carreta.Estou desesperada,não sei o q faço sem meu filho,q saudades do meu amor,sei q tenho minha filha para me confortar mais eu precisava dos dois,eu pareço um zumbi,ñ me alimento direito ñ durmo direito ñ vejo cor no mundo,parece ser tudo cinza..Amo muito meu filho sou extremamente apaixonada por ele,sinto falta de quando estou doente ele sempre trazia remédios e perguntava mãe vc está legal? pq se vc ñ estiver me avisa que levo vc para o hospital,sinto falta do barulho do carro chegando ,o barulho era um balsamo para minha alma,pq sabia q ele estava bem..Deus me ajude,pq cada hora morro um pouquinho…Saudades de você meu filho!!

    [Reply]

  50. Neusa Ferreira da Silva
    fev 23, 2014 @ 11:42 {Responder}

    Cris, esta dor que sentimos não tem trégua nem conforto. É lâncinante todo o tempo . Perdi meu filho amado há exatamente 10 dias. Grito por dentro o tempo inteiro. Meu filho morreu aos 36 anos por uma negligencia médica num posto de saúde que procurou por causa de uma dor de ouvido. Perdi meu filho, perdi minha indentidade, perdi a razão de viver, e morri com ele. Não há mais qualquer sentido da Vida. Há apenas um vazio imenso, que doí dimais, que de sangra inteira. Não há mais vida.

    [Reply]

Deixe um comentário





  • * requerido
*